Distonia Cervical

Distonia Cervical

1) O que é a Distonia Cervical?

R.: A Distonia Cervical é um movimento ou postura anormal que atinge a região da cabeça e  pescoço, causada por contração involuntária da musculatura cervical. Clinicamente podemos observar uma tendência a rotação da cabeça para um lado (torcicolo), inclinação para frente (anterocolo), para trás (retrocolo), para o lado (laterocolo), ou uma combinação destas condições. A figura abaixo fornece um exemplo de torcicolo para a direita com laterocolo para a esquerda.

 

Distonia Cervical
Fonte: New England Journal of Medicine

 

2) O que causa a Distonia Cervical?

R.: A maioria dos casos não apresentam causa definida, o que sugere uma causa genética subjacente. Uma outra causa importante é o uso crônico de algumas medicações (p. ex. drogas antidopaminérgicas). Um menor número de casos pode ser secundários a doenças neurodegenerativas, tumores, doenças reumáticas, ortopédicas, entre outras.

3) Qual a idade de início dos sintomas?

R.: A idade de surgimento da Distonia Cervical varia de acordo com a causa da doença. Em geral, a maioria dos casos inicia-se entre os 30 e 50 anos de idade.

4) Como a Distonia Cervical é tratada?

R.: O tratamento da distonia cervical é feito primariamente com aplicações regulares de toxina botulínica (por ex.: BOTOX®, Dysport®, etc…) nos músculos acometidos (distônicos). Em alguns casos, pode-se associar algum relaxante muscular, mas em geral drogas por via oral são menos eficazes do que a aplicação de toxina botulínica. Casos mais graves e refratários podem ser tratados com cirurgia ou colocação de marcapasso cerebral.

Paralelamente, sempre indicamos um tratamento fisioterápico, com o intuito de alongar a musculatura distônica e fortalecer a musculatura antagonista, ou seja, músculos que fazem o movimento no sentido contrário da distonia.